Farmacognósia de Jaime Celestino da Costa

Ações disponíveis

Ações disponíveis ao leitor

Consultar no telemóvel

Código QR do registo

Partilhar

 

Farmacognósia de Jaime Celestino da Costa

Detalhes do registo

Nível de descrição

Documento simples   Documento simples

Código de referência

PT/FCT/ACC/002/1

Tipo de título

Atribuído

Título

Farmacognósia de Jaime Celestino da Costa

Datas de produção

1935  a  1936 

Dimensão e suporte

0,28 x 0,21 - Papel

Extensões

0 Álbum

Âmbito e conteúdo

Filho de Augusto Celestino da Costa, Jaime Augusto Croner Celestino da Costa foi aluno da Faculdade de Medicina de Lisboa, onde se licenciou em 1938, tendo aí apresentado o doutoramento em 1945, subordinado ao tema «A parede arterial: esboço de uma análise da parede arterial normal e de algumas das suas modificações experimentais». O caderno «Farmacognósia Jaime Celestino da Costa 1935-1936» reporta-se, pois, à época em que o autor se encontrava a concluir a licenciatura em Medicina. É constituído por 70 páginas manuscritas, numeradas, em papel pautado, nas quais registou, de forma organizada em secções distintas, as propriedades das substâncias químicas extraídas das plantas, bem como as suas aplicações em tratamentos médicos. A Farmacognósia é uma secção disciplinar das ciências da saúde tradicionalmente estudada por médicos aprendizes. No caso deste caderno, é possível recuperar o conhecimento dos conteúdos lecionados na referida cadeira do plano de estudos de medicina nos anos 30 do século XX.

Localização física

A/24/10/5

Cota descritiva

A.24.10.5

Cota original

009968/1

Cota antiga

Bota 191

Idioma e escrita

por (português)

Características físicas e requisitos técnicos

Mau estado (papel rasgado, amarelecido, com vincos, constituído por cadernos de folhas soltas)